Expedição registra exemplar de ave rara no Rio Grande do Sul

Expedição registra exemplar de ave rara no Rio Grande do Sul

Boa notícia para a preservação da fauna brasileira: pesquisadores acabam de registrar um exemplar do cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata) na região da Serra Sudeste, no Rio Grande do Sul. A ave, uma das mais ameaçadas do País, não era vista há mais de 15 anos na região, onde já era considerada extinta. Atualmente, avalia-se que existam apenas 50 indivíduos na natureza. 

A descoberta foi feita em Maio, entre os dias 11 e 13, durante expedição ao local, da qual participaram servidores do Centro Nacional de Conservação e Pesquisa de Aves Silvestres (Cemave), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A expedição tinha, exatamente, o objetivo de confirmar suspeitas da presença de exemplares da ave na região

O pássaro, um macho adulto da espécie, foi avistado no segundo dia da expedição. A ave foi fotografada e filmada no ambiente natural e, depois, capturada para marcação individual, o que permitirá seu monitoramento ao longo do tempo. Também foram coletadas amostras que permitirão análises genéticas e de saúde da ave, rara e especial.

A expedição foi custeada com recursos da Secretaria de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul (Sema) e envolveu instituições que atuam na execução do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Passeriformes Ameaçados dos Campos Sulinos e Espinilho – PAN Campos Sulinos e Espinilho (Saiba mais sobre o PAN abaixo). Além do Cemave e do Setor de Fauna Silvestre da Sema, participaram a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul e o Laboratório de Ornitologia da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul.

Beleza e canto extraordinários

O cardeal-amarelo é um pássaro de beleza e canto extraordinários. A única população conhecida e monitorada no Brasil está restrita ao Parque Estadual do Espinilho e arredores, no extremo oeste do Rio Grande do Sul. Há mais de uma década, a a espécie era tida como extinta na região da Serra do Sudeste. Mas a suspeita de que ainda pudesse existir uma pequena população isolada nessa região persistia com base em relatos e evidências indiretas. Isso motivou as instituições executoras do PAN Campos Sulinos a ir até o local.

“O resultado da expedição foi extremamente positivo e traz nova esperança para a conservação da espécie", afirmou Patricia Serafini, da base do Cemave/ICMBio em Florianópolis (SC), ao destacar que o registro, após mais de 15 anos sem ocorrências confirmadas na Serra do Sudeste, mostra que o cardeal-amarelo não está confinado ao Parque Estadual do Espinilho e arredores como se suspeitava antes.

Ainda segundo ela, a descoberta tem implicações para a conservação da espécie, uma vez que será necessário reavaliar as estratégias e envolver mais proprietários de áreas privadas no programa. “Existe a expectativa de que este seja apenas o primeiro de novos registros na região e que a conscientização da população sobre a importância da preservação da biodiversidade seja a força motivadora da mudança de atitude e do fim da captura ilegal”, disse a pesquisadora.

Ameças

A captura e o comércio ilegal de cardeais-amarelos para criação em cativeiro são as principais ameaças à espécie e foram responsáveis pelo desaparecimento do pássaro nessa região nas últimas décadas, bem como ao longo de toda sua distribuição que se estende ao território uruguaio e argentino.

A luta contra o tráfico deverá intensificar-se com a fiscalização e a punição aos infratores, a fim de se manter esta ave na natureza. Mas, é importante, também, que haja a conscientização e a participação das pessoas nas ações de conservação. “Espera-se que o destino deste indivíduo localizado e marcado na Serra do Sudeste seja bem diferente daquele que tiveram outros de sua espécie na região”, disse a analista do Cemave.

PAN Campos Sulinos

Diante da ameaça do tráfico ilegal e da pressão de captura sobre o cardeal-amarelo, assim como a destruição de seu habitat, diversas instituições se uniram em 2011 para trabalhar em prol da conservação dessa e de outras espécies ameaçadas do Pampa, engajando-se no Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Passeriformes Ameaçados dos Campos Sulinos e Espinilho (PAN Campos Sulinos e Espinilho).

Os planos de ação nacionais para a conservação de espécies ameaçadas de extinção têm a finalidade de unir os esforços de diversos setores da sociedade no desenvolvimento de ações para a conservação e a recuperação das espécies, como um dos instrumentos de implementação da Política Nacional da Biodiversidade.

O PAN Campos Sulinos e Espinilho foi aprovado pela Portaria ICMBio n.º 21, de 17 de fevereiro de 2012, e é coordenado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave) do ICMBio, com o auxílio do Grupo Assessor, instituído pela Portaria ICMBio em 2 de março de 2012.

No âmbito do PAN existe uma ação específica e contínua que visa à execução do Programa de Conservação do Cardeal-amarelo (Ação 2.3), instituído por meio da Portaria ICMBio nº 49 em 30 de abril de 2014.

Entre as ações do PAN Campos Sulinos e Espinilho, a busca e a documentação de registros do cardeal-amarelo na região da Serra do Sudeste sempre foram um foco importante. Para atender a essa demanda, após indícios da presença da espécie, foi organizada agora a expedição de campo, para confirmar e documentar a presença da ave na região. 

Serra do Sudeste

A região da Serra do Sudeste, também chamada de Escudo Rio-Grandense, ocupa toda a porção sudeste do Rio Grande do Sul, formando um triângulo cujos vértices correspondem aproximadamente às cidades de Porto Alegre, Dom Pedrito e Jaguarão, próximo à divisa com o Uruguai. É um planalto muito antigo, com relevo de formas arredondadas, recobertas por vegetação rasteira ou arbustiva, cujos níveis mais altos não ultrapassam muito os 500 metros de altitude.

Serviço:

Mais informações sobre o cardeal-amarelo e suas estratégias de conservação podem ser encontradas nos seguintes links:

http://revista.pucrs.br/pub/revistapucrs/?flip=portal&page=materia&cd=75...

http://www.icmbio.gov.br/portal/faunabrasileira/plano-de-acao-nacional-l...

http://www.icmbio.gov.br/portal/faunabrasileira/programas-de-cativeiro

E-mail para contato: cardeal.amarelo@pucrs.br 

Fonte: http://www.icmbio.gov.br/

Categoria: 
Curiosidades

Outras notícias que talvez lhe interessem

Comunidades participam de Audiência Pública promovida pela Semas

Comunidades participam de Audiência Pública promovida pela Semas

Cerca de 800 pessoas compareceram às audiências públicas promovidas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), nos dias 4 e 5 de outubro, para discutir os estudos...

Nova York terá o edifício sustentável mais alto do mundo

Os Estados Unidos continuam se esforçando para tornar suas cidades em lugares mais sustentáveis. Desta vez, a mudança é em Nova York, depois de ter anunciado a construção do edifício sustentável ...

Energia solar produz gelo na Amazônia

Energia solar produz gelo na Amazônia

Três meses após a instalação das máquinas que produzem gelo a partir da energia solar, a vida na comunidade Vila Nova do Amanã, no Amazonas, mudou. Agora, os ribeirinhos conseguem manter o peixe...

Soluções em meio ambiente
Entre em contato conosco e solicite uma proposta. Temos a solução ambiental ideal para sua empresa.